Coisas novas e do baú para quem curte e curtiu o som do grupo de SC

quarta-feira, 9 de maio de 2007

A Foto da Capa




E voilá... a foto da capa do disco, e sua história.

Era lá pelo início dos anos 80. As rádios bombavam coisas como 14 bis, Boca Livre, Sá e Guarabyra.
Na inocência desses anos, em que todos nós sobrevivíamos sem computadores, ipods, celulares e cds, o Expresso ( então Rural ), estava prestes a gravar o seu primeiro LP ( sigla de Long-Play – aquela coisa preta, redonda, chata e com um furo no meio que tocava música ). Com estúdio marcado, todos afinados, ensaiados e entusiasmados. Fomos fazer a sessão de fotos do que seria a capa do disco ‘Nas Manhãs do Sul do Mundo’.
As gravações só começariam 2 semanas depois, mas tínhamos que correr contra o tempo para tentar lançar o disco antes do natal – era Setembro ou Outubro.
O Daniel tinha uma idéia clara para o disco. Como era Rural, inspirou-se na capa de um outro disco country-rock - Crosby, Stills, Nash & Young – para sugerir algo parecido. A banda sentada numa varanda de uma casa de madeira no estilo countrizão.
Não tínhamos tal casa country, mas arrumamos a varanda de algo parecido. E lá fomos lá com botas, chapéus, umas pistolas velhas e toda quinquilaria que tínhamos em casa. Fizemos cara de maus diante do Cesinha ( César Monteiro ), o fotógrafo, que veio com uma maquina esquisita que tirava umas fotos preto e branco. Não sei por que diabos tinha que ser essa máquina, mas ele insistiu que como era para impressão, tinha que ser e ponto final.
E lá estávamos nós.... Daniel, Zeca, Paulo, Marcos, Sérgio, Tairone....e......Volnei (?). Cadê o Volnei?. O homem não estava presente na foto.


Eis o porque:
Dois dias antes da famigerada sessão fotográfica, Volnei embarca para São Paulo para ajudar nas gravações do disco do 3° disco do Grupo Engenho e do Beto Mondadori, e simplesmente esquece do nosso compromisso. Contrariados, tiramos as fotos assim mesmo.
Uma semana depois, Volnei aparece, e meio que nos convence a fazer nova sessão de fotos, desta vez, com ele. E lá fomos nós de novo para a tal varanda com as tais botas, chapéus e apetrechos.
Só que nesse meio tempo, eu havia levado um senhor ‘tombo’ numa quadra de basquete e estava com a cara mais ralada do que um queijo suíço. Cheio de esparadrapos, fui lá assim mesmo. As fotos internas foram da primeira sessão, mas a da capa é algo como um Frankenstein.Missão cumprida e comprida, arrumamos as coisas, ansiosos e esperançosos, loucos para entrar no estúdio, cuja gravação começaria uma ou duas semanas depois. O nosso tão aguardado disco de Rock Rural.
Era 1983 e na volta de carro, a rádio tocava ‘Por que não eu?’, do Kid Abelha e os Abóboras Selvagens. Os tempos estavam mudando.


Paulo Back


Veja o vídeo de Nas Manhãs do Sul do Mundo http://www.youtube.com/watch?v=wlhiyp09wMk

Um comentário:

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

Gostei!!! Achei muito bom rever todos e ainda meio meninos...

Não pare... Continue escrevendo a trilha completa. que bom que tenham feito os vídeos como registros!!!

Bos sorte e beijo,
Cristina ( amaiga do Jorge!!!)